Óptica geométrica – Sistema TABO óptica

Óptica geométrica ocular, esse tema, do sistema tabo óptica, já está ultrapassada pela ciência atual, que encerrou aquele contratempo, que só os opticistas antigos vivenciaram. Para apontar, a ponto, dos eixos dos cil.

Pega a metade superior do transferidor, que vai de 0° a 180° graus, O natural, é o 0° inicializar no O.D. pelo lado nasal e no O.E. pelo temporal (usando – se a circuito, superior do transferidor).

Há 50 anos atuava o esquema “Internacional” cujo zero, em Ambos os Olhos, começava, do curso, nasal. Este esquema foi completamente, excluso e efetuamos alusão, a essa ocorrência, exclusivamente, para que não o saltemos.

O fato que guiou-nos a admissão do esquema TABO internacionalmente, é que ele é adaptável com a fabricação dos instrumentos: Lentômetro, Lensômetro, refratores, Keratômetros etc.

Portanto, não mais tendo, as contendas de antigamente. Nem mais se justifica a representação do transferidor, que algumas receita oftalmologista apresentam, exceto quando os algarismos dos eixos das receitas são complicados, e o médico mostra o eixo no desenho.

Base do prisma: Pode-se manusear, a sugestão, da base prismática até 360º e nestes circunstâncias, não se usam o semicírculo superior.

Leia aqui as o sobre Receita oftalmologista Interpretação e significado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Estamos Online