Pressão no olho: os riscos da pressão alta

Você sabia que também temos pressão intraocular ou pressão no olho e qualquer coisa acima de 21mmHg é considerada alta?

Inclusive, um valor de 21 mmHg é considerado normal e recomendado por especialistas, mas quando se encontra um valor acima de 21, é hora de um exame mais específico, pois é um dos principais indicadores de um quadro de glaucoma.

Hoje vamos discutir a pressão interna em nossos olhos e quais são os riscos para a saúde ocular quando ela está alta.

Como saber se a pressão no olho está alta: principais sintomas

Para saber se a pressão intraocular está alta, existem alguns sintomas que podem ajudar a identificar o problema. Portanto, fique atento aos seguintes sinais principais:

  • Dificuldade para enxergar
  • Dor intensa no olho
  • Náusea e vômitos
  • Perda da visão periférica
  • Dor de cabeça
  • Aumento do tamanho das pupilas
  • Vermelhidão dos olhos

Se você tiver um desses sintomas, consulte seu oftalmologista imediatamente. Isso ocorre porque quanto mais cedo for feito o diagnóstico, melhor para sua saúde ocular.

O que fazer quando a pressão no olho está alta?

Obtenha ajuda médica imediatamente quando os sintomas acima ocorrerem para um teste específico que mede a pressão dentro do olho.

Um dos exames mais comuns é o tonômetro, que é conhecido por medir a pressão ocular e é recomendado anualmente a partir dos 40 anos.

Fique atento, pois o glaucoma não causa sintomas tão diferentes e um diagnóstico completo só pode ser feito com um exame oftalmológico mais específico. Mas afinal, como a pressão intraocular aumenta? Você já pensou sobre isso? Nós temos a resposta para você abaixo, então fique atento.

O que causa o aumento da pressão no olho? 

Muitas vezes, a pressão intraocular elevada é causada por doenças oculares, como o glaucoma. Mas há uma explicação mais clara de por que isso acontece.

Aos nossos olhos, quando a produção e a eliminação de líquidos estão desequilibradas, o chamado humor aquoso acaba no interior do olho em vez de ser eliminado como deveria. Como resultado, a pressão dentro do olho aumenta.

A causa do equilíbrio entre a produção e eliminação de fluidos no olho pode ter origens diferentes. Veja nossa lista dos principais motivos:

  • Trauma no olho, ocasionado por pancadas fortes
  • Tumor ocular
  • Inflamação ocular
  • Cirurgia nos olhos, para tratar a catarata
  • Histórico familiar
  • Produção de líquido em excesso
  • Uso prolongado de medicamentos específicos
  • Obstrução do sistema de drenagem do olho, que é responsável por eliminar a produção de líquido nos olhos

Além desses motivos, é interessante que a pressão arterial descontrolada possa desencadear o glaucoma, que aumenta a pressão intraocular, em alguns casos de hipertensão, principalmente em pessoas com mais de 60 anos. Por isso, controlar a pressão arterial também é importante para a saúde dos olhos!

Riscos da pressão no olho alta

Dentre os principais riscos da hipertensão ocular, destacamos a exacerbação de doenças oculares como o glaucoma. Além disso, infelizmente, existe o risco de perda completa da visão. Então, quanto mais cedo você conseguir controlar isso, melhor! E existem algumas maneiras práticas de fazer isso.

Como manter a pressão no olho controlada? 

Para controlar a pressão ocular, primeiro você precisa consultar um oftalmologista pelo menos uma vez por ano. Isso porque você fará um exame oftalmológico específico com seu médico para medir a pressão dentro do olho e entender a evolução dos problemas oculares. Além disso, os médicos podem prescrever colírios específicos para tratar o glaucoma, pois não há cura para o problema. A propósito, saiba que bons hábitos também o ajudarão a controlar a pressão ocular.

Experimente atividade física, controle o estresse diário, faça uma dieta equilibrada e saudável e coma alimentos que sejam bons para os olhos.

Tratamentos

Sabendo que a pressão no olho está acima de 21 mmHg, o que é considerado alto, seu médico pode prescrever alguns tratamentos. Falamos sobre o uso de colírios antes, no entanto, a cirurgia a laser ainda é uma opção.

Mas atenção: a cirurgia a laser só é possível em determinadas situações, quando a pressão intraocular não pode ser controlada com medicamentos e o desconforto do paciente permanece alto.

Em alguns casos, um exemplo de cirurgia a laser é a Tubeculoplastia. Esta cirurgia envolve estimular os mecanismos naturais de defesa e cura da área afetada. Portanto, reduz a pressão dentro do olho associada ao glaucoma.

Como medir a pressão no olho? 

A pressão intraocular é medida com um teste de pressão intraocular, como um Exame de pressão intraocular. Este teste é fundamental para o diagnóstico de glaucoma e mede a pressão no olho de um paciente ao longo do dia.

Use um tonômetro de aplanação ou dispositivo pneumático para medição de pressão.

O procedimento é muito simples e não requer preparo prévio, além de o paciente ser indolor e não necessitar de midríase. Basta aplicar colírio anestésico e fluoresceína.

A partir daí, ao longo do dia do exame, são medidos os valores de pressão, que podem dizer quando a pressão no olho está maior durante o dia.

O que é o Glaucoma? 

Glaucoma é uma doença ocular que aumenta a pressão dentro de nossos olhos. Não há cura para a doença, no entanto, existem excelentes tratamentos disponíveis hoje que podem ajudar a impedir que a doença progrida.

Se não for tratada, pode levar à cegueira, portanto, atenção deve ser dada a esse problema. Além disso, hoje sabemos que o glaucoma é uma doença importante que causa pressão intraocular elevada.

Pode até ser causado por outras condições médicas, como diabetes ou histórico familiar. Geralmente ocorre em pessoas com mais de 40 anos e não apresenta sintomas óbvios. Portanto, nesses casos, são necessários exames oftalmológicos regulares.

Causas do Glaucoma 

Glaucoma pode ser o resultado do acúmulo de líquido na área interna de nossos olhos. Isso acontece, por exemplo, quando as glândulas que drenam o líquido dos nossos olhos são bloqueadas.

Portanto, o acúmulo desse fluido pode aumentar gradualmente a pressão dentro do olho.

Conheça as causas e os sintomas mais comuns e os tratamentos mais indicados para o glaucoma.

Cuidado com remédios caseiros 

Infelizmente, existem muitas promessas falsas sobre a cura do glaucoma, por isso existem medicamentos para diminuir a pressão ocular. Alertamos para que seja cauteloso, pois somente um especialista pode prescrever o melhor tratamento para problemas de visão.

Portanto, apenas o seu oftalmologista pode avaliar o glaucoma e a pressão intraocular elevada e prescrever a melhor medicação para sua condição.

Por isso, ressaltamos que você deve sempre buscar primeiro uma avaliação completa de um profissional de saúde de sua confiança, pois métodos caseiros ou remédios caseiros podem exacerbar o glaucoma, podendo levar à perda da visão periférica.

Óculos de grau melhora a pressão interna dos olhos e Glaucoma?

Os óculos de prescrição não melhoram a pressão intraocular ou o glaucoma porque esses problemas não estão relacionados a problemas de refração, como miopia, hipermetropia ou astigmatismo. No entanto, se você notar que sua prescrição muda com frequência e precisa trocar de óculos o tempo todo, isso pode ser um sinal!

Portanto, procure orientação de um profissional de saúde da área e fique atento a sintomas como perda de visão periférica, dor ocular intensa, dificuldade para enxergar em ambientes escuros, dores de cabeça ou visão turva.

Você tem alguma pergunta? Deixe nos comentários que retornaremos.

Fontes:

Glaucoma.org

Mayo Clinic

American Academy of Ophthalmology

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.